Criminal

Assista os melhores lançamentos de filmes grátis!
Página 1 de 1512345...10...Última »

Melhores Produções no Gênero Criminal

O Poderoso Chefão Parte II

Na opinião de muitos a melhor produção cinematográfica criminal de gangsters já filmada, talvez a melhor fita americana já realizada e talvez o melhor de todos os tempos. As performances de Al Pacino, Robert De Niro, Robert Duval, Diane Keaton, Talia Shire, Lee Strasberg e John Cazale dominaram este criminal que explorou em profundidade a Máfia assim como a experiência dos imigrantes. Pacino nunca esteve melhor, sua obscura persona dominou tudo, seu perigo radiante como nunca antes ou depois. Foi uma obra prima da cinematografia no gênero criminal. Um maravilhoso e brilhante trabalho de arte que se tornou um épico e, mesmo assim, uma história de amor.

O Poderoso Chefão

Aquele que revolucionou o gênero criminal e as histórias de gangues, bem como a indústria do cinema em si, um sucesso estrondoso superando o Morro dos Ventos Uivantes (1939) como o de maior faturamento de todos os tempos. Trouxe para a cultura popular a figura de Don Corleone, e Francis Ford Coppola dirigiu esta produção à perfeição fazendo ambos, uma fita sobre o Sonho Americano tornar-se perverso e a história de uma família que o negócio simplesmente era o crime. Marlon Brando ganhou o Oscar, mas Pacino domina com sua participação extraordinária. Uma produção cinematográfica histórica.

Goodfellas ou Os Bons Companheiros

O Diretor Martin Scorsese cresceu vendo caras espertos em Nova Iorque, pequenas máfias de garotos que mandavam no bairro. Baseado no best-seller criminal sobre Henry Hill, tema da fita, um cara que na vida real traiu seus comparsas e entrou no programa de proteção de testemunhas, este é uma saga através de 30 anos de vida na Máfia. Hill viu e fez de tudo, trabalhando com algumas das mais conhecidas figuras da vida criminal de seu tempo, protagonizados nesta produção por Robert De Niro, Paul Sorvino e Joe Pesci, que está aterrorizante como um matador sem controle. Os movimentos de câmera criam uma energia quase infecciosa conforme vamos assistindo, incluindo alguns dos mais brutais assassinatos colocados na tela. Você assiste filmes aqui.

Era Uma Vez na América

Um rico e assustador épico criminal que mostra quarenta anos da Máfia Judia enquanto segue a ascensão e queda de Noodles (Robert de Niro) e Max (James Woods), dois amigos de infância que se ligam à organização e se movem rapidamente em seu ranking até o topo. É sangrento e misógino em seu tratamento para com as mulheres, mas prende você de maneira incrível. Com quatro horas de duração tem um passo preguiçoso e algumas escolhas estranhas (um telefone que toca sem parar), mas consegue contar uma história incomum sobre lealdade e traição. Cinematografia de tirar o fôlego nível alto de medo.

Pulp Fiction ou Tempo de Violência

Dentro do mundo do crime, o lorde sendo Marcellus Wallace (Ving Rhames), esta produção não linear mostra aqueles ao seu redor e como eles se encaixam em seu império criminal. O destaque fica com a dupla de matadores protagonizada por John Travolta e Samule Jackson, que partem em uma caçada a um renegado boxer protagonizado por Bruce Willis. Escrito com superioridade, dirigido com maestria, trazendo a inspiração dos cinemas dos anos 70 e produções de Hong Kong, é uma selvagem jornada que pega você pela garganta e não solta mais. Uma obra prima do cinema criminal, mas também ninguém escreve melhor que Tarantino.

The Departed ou Os Infiltrados

Um remake do thriller criminal de Hong Kong “Internal Affairs”, dirigido por Martin Scorsese, transplantando a história para Boston, cria um épico depois de 30 anos. Jack Nicholson, trabalhando com Scorsese pela primeira vez está supremo como um líder de gangue fora de controle, comandando o Sul de Boston, com um espia no departamento de polícia protagonizado por Matt Damon e sem conhecer outro também na sua posição, encenado com perfeição por Leonardo DiCaprio. A tensão é mantida ao máximo porque a descoberta, para ambos, significa a morte (ou pior). Dá para sentir a paranoia de um DiCaprio apavorado enquanto vai se aproximando da descoberta de Nicholson, mas sendo descoberto também, o que significa morte. Finalmente Scorsese ganhou o Oscar por esta direção.

Acessar a Home